domingo, 28 de novembro de 2010

A invasão dos morros cariocas é injusta e hipócrita

A esquerda, com sua eterna cruzada em favor de leis frouxas para os criminosos, é a principal responsável pelo domínio dos bandidos sobre os morros cariocas. Mano Lula e Mano Cabral não têm autoridade para sair matando inocentes.

A invasão dos morros é indigna, injusta, daninha, vergonhosa, hipócrita, criminosa. Ela prova que os os criminosos seriais são mais livres nas cadeias do que os pobres inocentes em suas casas, nesse eterno fogo cruzado entre bandido e polícia. Notem que a polícia, desde Carandiru, jamais invade presídio atirando, mesmo que os bandidos estejam cortando cabeças em cima de caixa-d'água, como já ocorreu. Já na favela não hesitam em arrombar portas, atirar e matar. Claro que a culpa não é dos soldados. Eles também são vítimas.
Outro dado que ninguém percebe: nunca uma invasão dos morros cariocas teve tanto apoio dos formadores de opinião como agora. Isso mostra que a estratégia ditatorial da esquerda é cada vez mais bem-sucedida. Ela passa anos fomentando diuturnamente o caos e, quando ele se instala, emerge como a única força capaz de debelá-lo. Sempre foi assim desde Lênin.
A esquerda, com sua eterna cruzada em favor de leis frouxas para os bandidos, é a principal responsável pelo domínio dos bandidos sobre os morros cariocas. Ela entregou os morros de mão beijada para os bandidos. Gente como o Mano Lula e esse Mano Cabral, cuja moral é igualzinha a dos bandidos de morro, não têm autoridade para sair matando pessoas inocentes. Se tivéssemos uma oposição que prestasse, ela aproveitaria esse momento para denunciar isso.
Tenho evitado ver essas cenas dantescas do Rio. Elas me dão uma sensação de impotência absoluta diante da injustiça que reina nesse mundo.

Nenhum comentário: