domingo, 10 de outubro de 2010

Dilma chama de "submundo" a pregação de padres e pastores

Debate eleitoral na TV Bandeirantes entre Dilma e Serra. A candidata do PT, bastante agressiva, acusou Serra e Índio da Costa de fazerem calúnias contra ela em relação ao aborto. E utilizou a palavra submundo para referir-se a esses ataques. Essa palavra, submundo, foi a última da pergunta dela, o que era uma grande deixa para Serra. Infelizmente, faltou a Serra a presença de espírito para contrapor: "Dilma, o que você chama de submundo são os sermões de padres e pastores nas igrejas. Por que foram eles — e não eu ou meu vice — que começaram a denunciar sua defesa explícita do aborto". Entretanto, Serra passou muito tempo se dizendo também vítima de calúnia e, quando tocou na questão do aborto, sua crítica à candidata soou fraca. Aliás, Dilma continua insistindo na questão do aborto, quase defendendo sua legalização. Essa coragem pode lhe render votos, sobretudo pela forma como Serra foge do tema. Por incrível que pareça, Serra é quem está ficando na defensiva nesta questão. Até nisso. É demais!

Nenhum comentário: